Reserva

Aulas de Surf

“O melhor surfista que aí anda é o que se diverte mais” - Phil Edwards

Pronto para surfar !!

Kids

Ondas e companhia é a receita mágica para a Alegria!!

Sabe mais!

Experiências

Coleciona momentos e não coisas, arranja histórias para contares em vez de coisas para mostrares !!

Até jazz !!

Alugueres

Não podes comprar felicidade mas podes alugar uma prancha !!

O oceano é a minha casa, quero mais !!

Yoga

"Tudo se resume a uma coisa - Onde anda a tua mente? ” - K. Slater 11 vezes campeão do mundo de surf

Pronto para me sentir bem.

Estás pronto?

Bora lá

Aulas de Surf

“O melhor surfista que aí anda é o que se diverte mais” - Phil Edwards

Pronto para surfar !!

Kids

Ondas e companhia é a receita mágica para a Alegria!!

Sabe mais!

Experiências

Coleciona momentos e não coisas, arranja histórias para contares em vez de coisas para mostrares !!

Até jazz !!

Alugueres

Não podes comprar felicidade mas podes alugar uma prancha !!

O oceano é a minha casa, quero mais !!

Yoga

"Tudo se resume a uma coisa - Onde anda a tua mente? ” - K. Slater 11 vezes campeão do mundo de surf

Pronto para me sentir bem.

Estás pronto?

Bora lá
future-surf-school-

Muito mais que uma escola de surf

Na Future Eco Surf School ambicionamos não só ensinar-te a surfar mas também partilhar o nosso entusiasmo e conexão com a natureza em geral e com o oceano em particular. Quando feito com consciência e entrega poderás iniciar um processo transformador e inspirador para a tua vida.

Descobre um dia típico com a Future

Uma Escola de Surf Sustentável

future-surf-school-interaction

Sustentabilidade

Na Future Eco Surf School acreditamos que podemos fazer a diferença

Juntos podemos fazer mais e melhor pela sustentabilidade do nosso planeta e sociedade. Conscientes de que com pequenos passos se faz uma longa caminhada estamos atualmente em reestruturação profunda de procedimentos e estratégias que nos permitam tirar o melhor da natureza com o menor impacto possível.

Blog

Lê o mais recente no nosso blog

array(3) { [0]=> array(24) { [“ID”]=> int(10803) [“post_author”]=> string(1) “6” [“post_date”]=> string(19) “2021-06-08 09:00:00” [“post_date_gmt”]=> string(19) “2021-06-08 09:00:00” [“post_content”]=> string(7642) “

A celebração dos oceanos teve origem na Conferência da ONU sobre Ambiente e Desenvolvimento, que se realizou no Rio de Janeiro em 1992. Em 2008, as Nações Unidas decidiram que o dia 8 de junho passaria a ser designado como o Dia Mundial dos Oceanos.

Este dia pretende lembrar a importância dos oceanos na vida de todos nós. Funciona como os “pulmões do planeta” e emissores de grande parte do oxigénio indespensável.

Este dia pretende realçar a urgência de sensibilizar e mobilizar o mundo para os benefícios dos oceanos para a humanidade. Aliado ao facto, de existir um dever individual e coletivo de utilizar os seus recursos de forma sustentável. Dado que, as gerações futuras também vão depender dos oceanos. 

As Nações Unidas declarou o período entre 2021 e 2030 como a Década da ONU da Ciência dos Oceanos para o Desenvolvimento Sustentável.

Portimão, Algarve

A comunidade internacional e os líderes mundiais começam hoje a tomar consciência dos impactos negativos para o planeta resultante dos desequilíbrios ambientais que afectam o funcionamento do sistema oceânico.

Esta tomada de consciência traz consigo novas oportunidades e responsabilidades, principalmente para um país como Portugal que detém um dos mais vastos territórios marítimos sob sua jurisdição.

O oceano é uma massa de água salgada contínua que cobre mais de 70% da superfície da Terra, contendo vestígios de todos os elementos químicos encontrados na Terra.

Portimão, Algarve

Absorvem o calor do sol, transferindo-o para a atmosfera e distribuindo-o pelo mundo inteiro através das correntes oceânicas. Este processo, aciona padrões meteorológicos globais, actuandocomo um aquecedor no inverno e um ar condicionado no verão.

Logo, funciona como um sistema de suporte da vida no planeta e do nosso bem-estar.

O oceano:

  • Produz grande parte do oxigénio de que necessitamos e absorve uma grande quantidade do CO2 que emitimos para a atmosfera;
  • Regula os ciclos hidrológicos e o clima do planeta. Funciona também como um depósito de nutrientes e de desperdícios originados em terra;
  • Fonte de proteínas através do pescado que gera, bem como de recursos biológicos que podemos usar em diversas aplicações (farmacêutica, cosmética, energia, biomateriais);
  • Fonte de energias renováveis;
  • É uma infraestrutura natural dos corredores de tráfego do transporte marítimo;
  • Fonte de valores culturais, artísticos, estéticos, científicos e até espirituais;
https://youtu.be/vvKPgMLMrTg

Os serviços dos ecossistemas eram largamente desconhecidos dos cidadãos comuns até há pouco tempo. Começa agora a tornar-se sinónimo dos benefícios que extraímos da natureza e constituem o que hoje se designa por “capital natural”.

Num ano marcado pela pandemia Covid-19, pôs em causa a saúde pública, criando uma recessão económica. Este é o momento de alterarmos a nossa relação com a natureza, e de passarmos a vê-la como a nossa maior aliada.

Como surfistas e entusiastas de desportos aquáticos, estamos na linha da frente e é através da consciencialização e das nossas ações que podemos proteger o bem-estar dos nossos oceanos. 

Portimão, Algarve
O nosso papel no Planeta

Para salvar o oceano, é absolutamente necessário que todos e cada um de nós atue. Várias são as acções que podemos ter, como:

  • Limitar o desperdício e reciclar adequadamente. 
  • Recolher pelo menos três pedaços de lixo cada vez que estiver na praia.
  • Participar em limpezas de praias.
  • Consumir menos, mas melhor com produtos mais sustentáveis e eco-responsáveis.
  • Sensibilizar os amigos e familiares.

A ONU lembra que 8 milhões de toneladas de plástico acabam nos oceanos todos os anos. Prejudicando a vida selvagem, bem como, a pesca ou o turismo.

Se nada for feito, alerta, até 2025 serão acumuladas nos oceanos 250 milhões de toneladas de resíduos plásticos.

Temos que garantir que os oceanos continuam a satisfazer as nossas necessidades sem comprometer as das gerações futuras. Os oceanos regulam o clima do planeta e são uma importante fonte de alimentação. A sua superfície proporciona caminhos indispensáveis para o comércio global, enquanto que as suas profundezas mantêm soluções atuais e futuras para as necessidades energéticas da humanidade.” – Ex-Secretário-Geral das Nações Unidas Ban Ki-moon.

“O surf é um dos poucos desportos em que tu olhas para a frente para ver o que está atrás.”
Laird Hamilton, surfista de ondas grandes

Por isso, tem em ti uma visão do Futuro no Presente

” [“post_title”]=> string(23) “Dia Mundial dos Oceanos” [“post_excerpt”]=> string(0) “” [“post_status”]=> string(7) “publish” [“comment_status”]=> string(6) “closed” [“ping_status”]=> string(6) “closed” [“post_password”]=> string(0) “” [“post_name”]=> string(35) “dia-mundial-dos-oceanos-future-surf” [“to_ping”]=> string(0) “” [“pinged”]=> string(0) “” [“post_modified”]=> string(19) “2021-06-07 17:51:25” [“post_modified_gmt”]=> string(19) “2021-06-07 17:51:25” [“post_content_filtered”]=> string(0) “” [“post_parent”]=> int(0) [“guid”]=> string(35) “https://future-ecosurf.com/?p=10803” [“menu_order”]=> int(0) [“post_type”]=> string(4) “post” [“post_mime_type”]=> string(0) “” [“comment_count”]=> string(1) “0” [“filter”]=> string(3) “raw” } [1]=> array(24) { [“ID”]=> int(10663) [“post_author”]=> string(1) “6” [“post_date”]=> string(19) “2021-05-22 08:00:00” [“post_date_gmt”]=> string(19) “2021-05-22 08:00:00” [“post_content”]=> string(7055) “

Este dia, reconhecido a nível internacional, pretende realçar o significado da palavra “biodiversidade” bem como a sua importância para a existência de vida no planeta.

A biodiversidade refere-se à diversidade de organismos e às relações complexas entre os seres vivos e entre eles e o ambiente.

Esta teia de relações é um bem precioso para o equilíbrio dos ecossistemas naturais. Sendo de grande importância económica para a humanidade, particularmente no que diz respeito às exigentes necessidades na produção alimentar e no controlo e tratamento de doenças.

É a base da vida no Planeta e um dos pilares do desenvolvimento sustentável. A riqueza e a diversidade de vida tornam possível o “fornecimento de serviços” dos quais dependemos.

Serviços esses como:

  • a qualidade da água que bebemos;
  • o ar que respiramos, os alimentos;
  • a polinização;
  • a proteção contra as inundações, entre muitos outros exemplos;

No entanto, a espécie humana está a usar mais de 50% da biocapacidade do planeta.

Exemplos disso, tais como, o consumo excessivo, o aumento da pegada ecológica, o crescimento da população e a agricultura intensiva. Estas, são as causas principais deste acontecimento que se torna cada vez mais devastador e preocupante.

A perda da Biodiversidade é cada vez maior. Atingido cerca de 65% de declínio das populações globais de mamíferos, aves, anfíbios, répteis e peixes nos últimos 50 anos.

Muitos dos ecossistemas encontram-se degradados, não tendo capacidade de prestar na sua totalidade os seus valiosos serviços.

Causas da perda da Biodiversidade

Das principais causas que contribuem para a perda da biodiversidade destacam-se as alteração dos habitats, a exploração excessiva dos recursos naturais, a introdução de espécies exóticas invasoras e as alterações climáticas.

O desaparecimento das zonas húmidas, em concreto, tem um impacto incalculável na biodiversidade.

São ecossistemas frágeis, muito dependentes das variações regulares do clima. Estas zonas albergam inúmeras espécies dependentes da água, apresentando uma elevada riqueza biológica.

Ria Formosa, Faro

Presente nestes locais, destaca-se a importância das pradarias de ervas marinhas e a necessidade de as proteger. Atualmente, estas zonas são um novo foco e alerta das Nações Unidas.

Biologicamente ricos e muito produtivos, estes ecossistemas fornecem habitat para muitas espécies que as usam como refúgio e proteção, protegem a costa da erosão, filtram a água de agentes patogénicos e poluentes e outros benefícios para as comunidades locais.

Um Planeta Sustentável depende da Biodiversidade

É de extrema importância manter a saúde dos ecossistemas de ervas marinhas.

Estes ecossistemas fornecem alimentos e meios de subsistência a milhões de pessoas, suportam a rica biodiversidade e constituem uma das reservas de carbono mais eficientes do planeta, no combate às alterações climáticas e no desenvolvimento sustentável.

Parque Natural da Ria Formosa, Faro

No sul de Portugal, esforços têm sido feitos pelo Centro de Ciências do Mar da Universidade do Algarve na tentativa de proteger estas áreas de tal importância e de grande sensibilidade às mudanças.

Este grupo de investigação, foca os seus estudos nos benefícios ambientais que as pradarias marinhas fornecem. Especialmente no que se refere à forma como estas contribuem na mitigação das alterações climáticas através do sequestro de carbono.

Um estudo efetuado em 2001 revelou que a Ria Formosa era a zona de maior densidade de cavalos-marinhos do mundo.

No entanto, os estudos atuais revelam um decréscimo de 90% na última década, o que torna as populações de cavalos-marinhos particularmente vulneráveis a fatores de pressão.

Ria Formosa, Faro

Hoje em dia a biodiversidade e a conservação da natureza têm que ser encaradas como uma oportunidade de atuação de determinados territórios de minimizar os efeitos das  alterações climáticas, sendo que a presença das atividades humanas é essencial para manter os valores que as caraterizam.

” [“post_title”]=> string(35) “Dia Internacional da Biodiversidade” [“post_excerpt”]=> string(0) “” [“post_status”]=> string(7) “publish” [“comment_status”]=> string(6) “closed” [“ping_status”]=> string(6) “closed” [“post_password”]=> string(0) “” [“post_name”]=> string(39) “dia-internacional-biodiversidade-future” [“to_ping”]=> string(0) “” [“pinged”]=> string(0) “” [“post_modified”]=> string(19) “2021-05-18 22:01:41” [“post_modified_gmt”]=> string(19) “2021-05-18 22:01:41” [“post_content_filtered”]=> string(0) “” [“post_parent”]=> int(0) [“guid”]=> string(35) “https://future-ecosurf.com/?p=10663” [“menu_order”]=> int(0) [“post_type”]=> string(4) “post” [“post_mime_type”]=> string(0) “” [“comment_count”]=> string(1) “0” [“filter”]=> string(3) “raw” } [2]=> array(24) { [“ID”]=> int(10636) [“post_author”]=> string(1) “6” [“post_date”]=> string(19) “2021-05-20 08:00:00” [“post_date_gmt”]=> string(19) “2021-05-20 08:00:00” [“post_content”]=> string(4299) “

O Dia Europeu do Mar, criado em 2008, pretende enaltecer a importância dos mares e dos oceanos.

À medida que a população mundial cresce, a dependência da proteína que é obtida do Mar tem aumentado exponencialmente.

De acordo com os estudos mais recentes,  cerca de 55% dos Oceanos estão a ser alvo de pesca. Estes dados indicam-nos que cerca de 30% dos stocks marinhos encontram-se em sobrepesca e aproximadamente 55% encontram-se completamente esgotados.

Para além da sobrepesca (pesca em excesso) existe ainda o problema associado às pescas acidentais, designadas por bycatch, que exercem mais pressão sobre as populações de peixes. Algumas destas espécies de peixe são consideradas espécies chave e imprescindíveis para um bom equilíbrio dos ecossistemas marinhos.

Parque Natural da Ria Formosa, Faro

Importância dos Mares e Oceanos

Os mares e oceanos são reguladores do clima, fonte de oxigénio, de alimento, de água, de energia renovável, de produtos farmacêuticos, de minerais, e ainda,  utilizados para transporte marítimo e fins recreativos.

É por si só um atenuador crucial contra as alterações climáticas e um recurso essencial para o desenvolvimento sustentável. A saúde dos nossos mares e oceanos é indissociável da saúde do nosso planeta e de toda a vida na Terra.

Por se encontrar por explorar e ainda por conhecer grande parte do oceano, ainda não conhecemos na totalidade a sua real importância. Do que conhecemos, permite-nos afirmar sobre a sua importância e peça crucial para a existência de vida no Planeta.

Portimão, Algarve

Atualmente reconhecemos que as ações humanas têm um impacto negativo nos mares e oceanos. A sua sustentabilidade e conservação deverá ser uma preocupação de todos.

Proteger e cuidar dos mares e oceanos é assegurar a proteção e o bem estar da Humanidade.  

O lixo marinho constitui uma das maiores ameaças aos ecossistemas aquáticos. Está presente em áreas costeiras e no mar alto, à superfície e no fundo do mar, com impacto em todos os habitats marinhos e nas atividades económicas associadas ao mar.

Cabe a nós contribuir de forma ativa na sua preservação nomeadamente na recolha de lixo nas praias. Através de iniciativas de limpeza de praias ou mesmo pela própria iniciativa.

Sê mais pró-activo!

” [“post_title”]=> string(18) “Dia Europeu do Mar” [“post_excerpt”]=> string(0) “” [“post_status”]=> string(7) “publish” [“comment_status”]=> string(6) “closed” [“ping_status”]=> string(6) “closed” [“post_password”]=> string(0) “” [“post_name”]=> string(22) “dia-europeu-mar-future” [“to_ping”]=> string(0) “” [“pinged”]=> string(0) “” [“post_modified”]=> string(19) “2021-05-18 22:01:34” [“post_modified_gmt”]=> string(19) “2021-05-18 22:01:34” [“post_content_filtered”]=> string(0) “” [“post_parent”]=> int(0) [“guid”]=> string(35) “https://future-ecosurf.com/?p=10636” [“menu_order”]=> int(0) [“post_type”]=> string(4) “post” [“post_mime_type”]=> string(0) “” [“comment_count”]=> string(1) “0” [“filter”]=> string(3) “raw” } }
array(3) { [0]=> array(24) { [“ID”]=> int(10803) [“post_author”]=> string(1) “6” [“post_date”]=> string(19) “2021-06-08 09:00:00” [“post_date_gmt”]=> string(19) “2021-06-08 09:00:00” [“post_content”]=> string(7642) “

A celebração dos oceanos teve origem na Conferência da ONU sobre Ambiente e Desenvolvimento, que se realizou no Rio de Janeiro em 1992. Em 2008, as Nações Unidas decidiram que o dia 8 de junho passaria a ser designado como o Dia Mundial dos Oceanos.

Este dia pretende lembrar a importância dos oceanos na vida de todos nós. Funciona como os “pulmões do planeta” e emissores de grande parte do oxigénio indespensável.

Este dia pretende realçar a urgência de sensibilizar e mobilizar o mundo para os benefícios dos oceanos para a humanidade. Aliado ao facto, de existir um dever individual e coletivo de utilizar os seus recursos de forma sustentável. Dado que, as gerações futuras também vão depender dos oceanos. 

As Nações Unidas declarou o período entre 2021 e 2030 como a Década da ONU da Ciência dos Oceanos para o Desenvolvimento Sustentável.

Portimão, Algarve

A comunidade internacional e os líderes mundiais começam hoje a tomar consciência dos impactos negativos para o planeta resultante dos desequilíbrios ambientais que afectam o funcionamento do sistema oceânico.

Esta tomada de consciência traz consigo novas oportunidades e responsabilidades, principalmente para um país como Portugal que detém um dos mais vastos territórios marítimos sob sua jurisdição.

O oceano é uma massa de água salgada contínua que cobre mais de 70% da superfície da Terra, contendo vestígios de todos os elementos químicos encontrados na Terra.

Portimão, Algarve

Absorvem o calor do sol, transferindo-o para a atmosfera e distribuindo-o pelo mundo inteiro através das correntes oceânicas. Este processo, aciona padrões meteorológicos globais, actuandocomo um aquecedor no inverno e um ar condicionado no verão.

Logo, funciona como um sistema de suporte da vida no planeta e do nosso bem-estar.

O oceano:

  • Produz grande parte do oxigénio de que necessitamos e absorve uma grande quantidade do CO2 que emitimos para a atmosfera;
  • Regula os ciclos hidrológicos e o clima do planeta. Funciona também como um depósito de nutrientes e de desperdícios originados em terra;
  • Fonte de proteínas através do pescado que gera, bem como de recursos biológicos que podemos usar em diversas aplicações (farmacêutica, cosmética, energia, biomateriais);
  • Fonte de energias renováveis;
  • É uma infraestrutura natural dos corredores de tráfego do transporte marítimo;
  • Fonte de valores culturais, artísticos, estéticos, científicos e até espirituais;
https://youtu.be/vvKPgMLMrTg

Os serviços dos ecossistemas eram largamente desconhecidos dos cidadãos comuns até há pouco tempo. Começa agora a tornar-se sinónimo dos benefícios que extraímos da natureza e constituem o que hoje se designa por “capital natural”.

Num ano marcado pela pandemia Covid-19, pôs em causa a saúde pública, criando uma recessão económica. Este é o momento de alterarmos a nossa relação com a natureza, e de passarmos a vê-la como a nossa maior aliada.

Como surfistas e entusiastas de desportos aquáticos, estamos na linha da frente e é através da consciencialização e das nossas ações que podemos proteger o bem-estar dos nossos oceanos. 

Portimão, Algarve
O nosso papel no Planeta

Para salvar o oceano, é absolutamente necessário que todos e cada um de nós atue. Várias são as acções que podemos ter, como:

  • Limitar o desperdício e reciclar adequadamente. 
  • Recolher pelo menos três pedaços de lixo cada vez que estiver na praia.
  • Participar em limpezas de praias.
  • Consumir menos, mas melhor com produtos mais sustentáveis e eco-responsáveis.
  • Sensibilizar os amigos e familiares.

A ONU lembra que 8 milhões de toneladas de plástico acabam nos oceanos todos os anos. Prejudicando a vida selvagem, bem como, a pesca ou o turismo.

Se nada for feito, alerta, até 2025 serão acumuladas nos oceanos 250 milhões de toneladas de resíduos plásticos.

Temos que garantir que os oceanos continuam a satisfazer as nossas necessidades sem comprometer as das gerações futuras. Os oceanos regulam o clima do planeta e são uma importante fonte de alimentação. A sua superfície proporciona caminhos indispensáveis para o comércio global, enquanto que as suas profundezas mantêm soluções atuais e futuras para as necessidades energéticas da humanidade.” – Ex-Secretário-Geral das Nações Unidas Ban Ki-moon.

“O surf é um dos poucos desportos em que tu olhas para a frente para ver o que está atrás.”
Laird Hamilton, surfista de ondas grandes

Por isso, tem em ti uma visão do Futuro no Presente

” [“post_title”]=> string(23) “Dia Mundial dos Oceanos” [“post_excerpt”]=> string(0) “” [“post_status”]=> string(7) “publish” [“comment_status”]=> string(6) “closed” [“ping_status”]=> string(6) “closed” [“post_password”]=> string(0) “” [“post_name”]=> string(35) “dia-mundial-dos-oceanos-future-surf” [“to_ping”]=> string(0) “” [“pinged”]=> string(0) “” [“post_modified”]=> string(19) “2021-06-07 17:51:25” [“post_modified_gmt”]=> string(19) “2021-06-07 17:51:25” [“post_content_filtered”]=> string(0) “” [“post_parent”]=> int(0) [“guid”]=> string(35) “https://future-ecosurf.com/?p=10803” [“menu_order”]=> int(0) [“post_type”]=> string(4) “post” [“post_mime_type”]=> string(0) “” [“comment_count”]=> string(1) “0” [“filter”]=> string(3) “raw” } [1]=> array(24) { [“ID”]=> int(10663) [“post_author”]=> string(1) “6” [“post_date”]=> string(19) “2021-05-22 08:00:00” [“post_date_gmt”]=> string(19) “2021-05-22 08:00:00” [“post_content”]=> string(7055) “

Este dia, reconhecido a nível internacional, pretende realçar o significado da palavra “biodiversidade” bem como a sua importância para a existência de vida no planeta.

A biodiversidade refere-se à diversidade de organismos e às relações complexas entre os seres vivos e entre eles e o ambiente.

Esta teia de relações é um bem precioso para o equilíbrio dos ecossistemas naturais. Sendo de grande importância económica para a humanidade, particularmente no que diz respeito às exigentes necessidades na produção alimentar e no controlo e tratamento de doenças.

É a base da vida no Planeta e um dos pilares do desenvolvimento sustentável. A riqueza e a diversidade de vida tornam possível o “fornecimento de serviços” dos quais dependemos.

Serviços esses como:

  • a qualidade da água que bebemos;
  • o ar que respiramos, os alimentos;
  • a polinização;
  • a proteção contra as inundações, entre muitos outros exemplos;

No entanto, a espécie humana está a usar mais de 50% da biocapacidade do planeta.

Exemplos disso, tais como, o consumo excessivo, o aumento da pegada ecológica, o crescimento da população e a agricultura intensiva. Estas, são as causas principais deste acontecimento que se torna cada vez mais devastador e preocupante.

A perda da Biodiversidade é cada vez maior. Atingido cerca de 65% de declínio das populações globais de mamíferos, aves, anfíbios, répteis e peixes nos últimos 50 anos.

Muitos dos ecossistemas encontram-se degradados, não tendo capacidade de prestar na sua totalidade os seus valiosos serviços.

Causas da perda da Biodiversidade

Das principais causas que contribuem para a perda da biodiversidade destacam-se as alteração dos habitats, a exploração excessiva dos recursos naturais, a introdução de espécies exóticas invasoras e as alterações climáticas.

O desaparecimento das zonas húmidas, em concreto, tem um impacto incalculável na biodiversidade.

São ecossistemas frágeis, muito dependentes das variações regulares do clima. Estas zonas albergam inúmeras espécies dependentes da água, apresentando uma elevada riqueza biológica.

Ria Formosa, Faro

Presente nestes locais, destaca-se a importância das pradarias de ervas marinhas e a necessidade de as proteger. Atualmente, estas zonas são um novo foco e alerta das Nações Unidas.

Biologicamente ricos e muito produtivos, estes ecossistemas fornecem habitat para muitas espécies que as usam como refúgio e proteção, protegem a costa da erosão, filtram a água de agentes patogénicos e poluentes e outros benefícios para as comunidades locais.

Um Planeta Sustentável depende da Biodiversidade

É de extrema importância manter a saúde dos ecossistemas de ervas marinhas.

Estes ecossistemas fornecem alimentos e meios de subsistência a milhões de pessoas, suportam a rica biodiversidade e constituem uma das reservas de carbono mais eficientes do planeta, no combate às alterações climáticas e no desenvolvimento sustentável.

Parque Natural da Ria Formosa, Faro

No sul de Portugal, esforços têm sido feitos pelo Centro de Ciências do Mar da Universidade do Algarve na tentativa de proteger estas áreas de tal importância e de grande sensibilidade às mudanças.

Este grupo de investigação, foca os seus estudos nos benefícios ambientais que as pradarias marinhas fornecem. Especialmente no que se refere à forma como estas contribuem na mitigação das alterações climáticas através do sequestro de carbono.

Um estudo efetuado em 2001 revelou que a Ria Formosa era a zona de maior densidade de cavalos-marinhos do mundo.

No entanto, os estudos atuais revelam um decréscimo de 90% na última década, o que torna as populações de cavalos-marinhos particularmente vulneráveis a fatores de pressão.

Ria Formosa, Faro

Hoje em dia a biodiversidade e a conservação da natureza têm que ser encaradas como uma oportunidade de atuação de determinados territórios de minimizar os efeitos das  alterações climáticas, sendo que a presença das atividades humanas é essencial para manter os valores que as caraterizam.

” [“post_title”]=> string(35) “Dia Internacional da Biodiversidade” [“post_excerpt”]=> string(0) “” [“post_status”]=> string(7) “publish” [“comment_status”]=> string(6) “closed” [“ping_status”]=> string(6) “closed” [“post_password”]=> string(0) “” [“post_name”]=> string(39) “dia-internacional-biodiversidade-future” [“to_ping”]=> string(0) “” [“pinged”]=> string(0) “” [“post_modified”]=> string(19) “2021-05-18 22:01:41” [“post_modified_gmt”]=> string(19) “2021-05-18 22:01:41” [“post_content_filtered”]=> string(0) “” [“post_parent”]=> int(0) [“guid”]=> string(35) “https://future-ecosurf.com/?p=10663” [“menu_order”]=> int(0) [“post_type”]=> string(4) “post” [“post_mime_type”]=> string(0) “” [“comment_count”]=> string(1) “0” [“filter”]=> string(3) “raw” } [2]=> array(24) { [“ID”]=> int(10636) [“post_author”]=> string(1) “6” [“post_date”]=> string(19) “2021-05-20 08:00:00” [“post_date_gmt”]=> string(19) “2021-05-20 08:00:00” [“post_content”]=> string(4299) “

O Dia Europeu do Mar, criado em 2008, pretende enaltecer a importância dos mares e dos oceanos.

À medida que a população mundial cresce, a dependência da proteína que é obtida do Mar tem aumentado exponencialmente.

De acordo com os estudos mais recentes,  cerca de 55% dos Oceanos estão a ser alvo de pesca. Estes dados indicam-nos que cerca de 30% dos stocks marinhos encontram-se em sobrepesca e aproximadamente 55% encontram-se completamente esgotados.

Para além da sobrepesca (pesca em excesso) existe ainda o problema associado às pescas acidentais, designadas por bycatch, que exercem mais pressão sobre as populações de peixes. Algumas destas espécies de peixe são consideradas espécies chave e imprescindíveis para um bom equilíbrio dos ecossistemas marinhos.

Parque Natural da Ria Formosa, Faro

Importância dos Mares e Oceanos

Os mares e oceanos são reguladores do clima, fonte de oxigénio, de alimento, de água, de energia renovável, de produtos farmacêuticos, de minerais, e ainda,  utilizados para transporte marítimo e fins recreativos.

É por si só um atenuador crucial contra as alterações climáticas e um recurso essencial para o desenvolvimento sustentável. A saúde dos nossos mares e oceanos é indissociável da saúde do nosso planeta e de toda a vida na Terra.

Por se encontrar por explorar e ainda por conhecer grande parte do oceano, ainda não conhecemos na totalidade a sua real importância. Do que conhecemos, permite-nos afirmar sobre a sua importância e peça crucial para a existência de vida no Planeta.

Portimão, Algarve

Atualmente reconhecemos que as ações humanas têm um impacto negativo nos mares e oceanos. A sua sustentabilidade e conservação deverá ser uma preocupação de todos.

Proteger e cuidar dos mares e oceanos é assegurar a proteção e o bem estar da Humanidade.  

O lixo marinho constitui uma das maiores ameaças aos ecossistemas aquáticos. Está presente em áreas costeiras e no mar alto, à superfície e no fundo do mar, com impacto em todos os habitats marinhos e nas atividades económicas associadas ao mar.

Cabe a nós contribuir de forma ativa na sua preservação nomeadamente na recolha de lixo nas praias. Através de iniciativas de limpeza de praias ou mesmo pela própria iniciativa.

Sê mais pró-activo!

” [“post_title”]=> string(18) “Dia Europeu do Mar” [“post_excerpt”]=> string(0) “” [“post_status”]=> string(7) “publish” [“comment_status”]=> string(6) “closed” [“ping_status”]=> string(6) “closed” [“post_password”]=> string(0) “” [“post_name”]=> string(22) “dia-europeu-mar-future” [“to_ping”]=> string(0) “” [“pinged”]=> string(0) “” [“post_modified”]=> string(19) “2021-05-18 22:01:34” [“post_modified_gmt”]=> string(19) “2021-05-18 22:01:34” [“post_content_filtered”]=> string(0) “” [“post_parent”]=> int(0) [“guid”]=> string(35) “https://future-ecosurf.com/?p=10636” [“menu_order”]=> int(0) [“post_type”]=> string(4) “post” [“post_mime_type”]=> string(0) “” [“comment_count”]=> string(1) “0” [“filter”]=> string(3) “raw” } }
array(3) { [0]=> array(24) { [“ID”]=> int(10803) [“post_author”]=> string(1) “6” [“post_date”]=> string(19) “2021-06-08 09:00:00” [“post_date_gmt”]=> string(19) “2021-06-08 09:00:00” [“post_content”]=> string(7642) “

A celebração dos oceanos teve origem na Conferência da ONU sobre Ambiente e Desenvolvimento, que se realizou no Rio de Janeiro em 1992. Em 2008, as Nações Unidas decidiram que o dia 8 de junho passaria a ser designado como o Dia Mundial dos Oceanos.

Este dia pretende lembrar a importância dos oceanos na vida de todos nós. Funciona como os “pulmões do planeta” e emissores de grande parte do oxigénio indespensável.

Este dia pretende realçar a urgência de sensibilizar e mobilizar o mundo para os benefícios dos oceanos para a humanidade. Aliado ao facto, de existir um dever individual e coletivo de utilizar os seus recursos de forma sustentável. Dado que, as gerações futuras também vão depender dos oceanos. 

As Nações Unidas declarou o período entre 2021 e 2030 como a Década da ONU da Ciência dos Oceanos para o Desenvolvimento Sustentável.

Portimão, Algarve

A comunidade internacional e os líderes mundiais começam hoje a tomar consciência dos impactos negativos para o planeta resultante dos desequilíbrios ambientais que afectam o funcionamento do sistema oceânico.

Esta tomada de consciência traz consigo novas oportunidades e responsabilidades, principalmente para um país como Portugal que detém um dos mais vastos territórios marítimos sob sua jurisdição.

O oceano é uma massa de água salgada contínua que cobre mais de 70% da superfície da Terra, contendo vestígios de todos os elementos químicos encontrados na Terra.

Portimão, Algarve

Absorvem o calor do sol, transferindo-o para a atmosfera e distribuindo-o pelo mundo inteiro através das correntes oceânicas. Este processo, aciona padrões meteorológicos globais, actuandocomo um aquecedor no inverno e um ar condicionado no verão.

Logo, funciona como um sistema de suporte da vida no planeta e do nosso bem-estar.

O oceano:

  • Produz grande parte do oxigénio de que necessitamos e absorve uma grande quantidade do CO2 que emitimos para a atmosfera;
  • Regula os ciclos hidrológicos e o clima do planeta. Funciona também como um depósito de nutrientes e de desperdícios originados em terra;
  • Fonte de proteínas através do pescado que gera, bem como de recursos biológicos que podemos usar em diversas aplicações (farmacêutica, cosmética, energia, biomateriais);
  • Fonte de energias renováveis;
  • É uma infraestrutura natural dos corredores de tráfego do transporte marítimo;
  • Fonte de valores culturais, artísticos, estéticos, científicos e até espirituais;
https://youtu.be/vvKPgMLMrTg

Os serviços dos ecossistemas eram largamente desconhecidos dos cidadãos comuns até há pouco tempo. Começa agora a tornar-se sinónimo dos benefícios que extraímos da natureza e constituem o que hoje se designa por “capital natural”.

Num ano marcado pela pandemia Covid-19, pôs em causa a saúde pública, criando uma recessão económica. Este é o momento de alterarmos a nossa relação com a natureza, e de passarmos a vê-la como a nossa maior aliada.

Como surfistas e entusiastas de desportos aquáticos, estamos na linha da frente e é através da consciencialização e das nossas ações que podemos proteger o bem-estar dos nossos oceanos. 

Portimão, Algarve
O nosso papel no Planeta

Para salvar o oceano, é absolutamente necessário que todos e cada um de nós atue. Várias são as acções que podemos ter, como:

  • Limitar o desperdício e reciclar adequadamente. 
  • Recolher pelo menos três pedaços de lixo cada vez que estiver na praia.
  • Participar em limpezas de praias.
  • Consumir menos, mas melhor com produtos mais sustentáveis e eco-responsáveis.
  • Sensibilizar os amigos e familiares.

A ONU lembra que 8 milhões de toneladas de plástico acabam nos oceanos todos os anos. Prejudicando a vida selvagem, bem como, a pesca ou o turismo.

Se nada for feito, alerta, até 2025 serão acumuladas nos oceanos 250 milhões de toneladas de resíduos plásticos.

Temos que garantir que os oceanos continuam a satisfazer as nossas necessidades sem comprometer as das gerações futuras. Os oceanos regulam o clima do planeta e são uma importante fonte de alimentação. A sua superfície proporciona caminhos indispensáveis para o comércio global, enquanto que as suas profundezas mantêm soluções atuais e futuras para as necessidades energéticas da humanidade.” – Ex-Secretário-Geral das Nações Unidas Ban Ki-moon.

“O surf é um dos poucos desportos em que tu olhas para a frente para ver o que está atrás.”
Laird Hamilton, surfista de ondas grandes

Por isso, tem em ti uma visão do Futuro no Presente

” [“post_title”]=> string(23) “Dia Mundial dos Oceanos” [“post_excerpt”]=> string(0) “” [“post_status”]=> string(7) “publish” [“comment_status”]=> string(6) “closed” [“ping_status”]=> string(6) “closed” [“post_password”]=> string(0) “” [“post_name”]=> string(35) “dia-mundial-dos-oceanos-future-surf” [“to_ping”]=> string(0) “” [“pinged”]=> string(0) “” [“post_modified”]=> string(19) “2021-06-07 17:51:25” [“post_modified_gmt”]=> string(19) “2021-06-07 17:51:25” [“post_content_filtered”]=> string(0) “” [“post_parent”]=> int(0) [“guid”]=> string(35) “https://future-ecosurf.com/?p=10803” [“menu_order”]=> int(0) [“post_type”]=> string(4) “post” [“post_mime_type”]=> string(0) “” [“comment_count”]=> string(1) “0” [“filter”]=> string(3) “raw” } [1]=> array(24) { [“ID”]=> int(10663) [“post_author”]=> string(1) “6” [“post_date”]=> string(19) “2021-05-22 08:00:00” [“post_date_gmt”]=> string(19) “2021-05-22 08:00:00” [“post_content”]=> string(7055) “

Este dia, reconhecido a nível internacional, pretende realçar o significado da palavra “biodiversidade” bem como a sua importância para a existência de vida no planeta.

A biodiversidade refere-se à diversidade de organismos e às relações complexas entre os seres vivos e entre eles e o ambiente.

Esta teia de relações é um bem precioso para o equilíbrio dos ecossistemas naturais. Sendo de grande importância económica para a humanidade, particularmente no que diz respeito às exigentes necessidades na produção alimentar e no controlo e tratamento de doenças.

É a base da vida no Planeta e um dos pilares do desenvolvimento sustentável. A riqueza e a diversidade de vida tornam possível o “fornecimento de serviços” dos quais dependemos.

Serviços esses como:

  • a qualidade da água que bebemos;
  • o ar que respiramos, os alimentos;
  • a polinização;
  • a proteção contra as inundações, entre muitos outros exemplos;

No entanto, a espécie humana está a usar mais de 50% da biocapacidade do planeta.

Exemplos disso, tais como, o consumo excessivo, o aumento da pegada ecológica, o crescimento da população e a agricultura intensiva. Estas, são as causas principais deste acontecimento que se torna cada vez mais devastador e preocupante.

A perda da Biodiversidade é cada vez maior. Atingido cerca de 65% de declínio das populações globais de mamíferos, aves, anfíbios, répteis e peixes nos últimos 50 anos.

Muitos dos ecossistemas encontram-se degradados, não tendo capacidade de prestar na sua totalidade os seus valiosos serviços.

Causas da perda da Biodiversidade

Das principais causas que contribuem para a perda da biodiversidade destacam-se as alteração dos habitats, a exploração excessiva dos recursos naturais, a introdução de espécies exóticas invasoras e as alterações climáticas.

O desaparecimento das zonas húmidas, em concreto, tem um impacto incalculável na biodiversidade.

São ecossistemas frágeis, muito dependentes das variações regulares do clima. Estas zonas albergam inúmeras espécies dependentes da água, apresentando uma elevada riqueza biológica.

Ria Formosa, Faro

Presente nestes locais, destaca-se a importância das pradarias de ervas marinhas e a necessidade de as proteger. Atualmente, estas zonas são um novo foco e alerta das Nações Unidas.

Biologicamente ricos e muito produtivos, estes ecossistemas fornecem habitat para muitas espécies que as usam como refúgio e proteção, protegem a costa da erosão, filtram a água de agentes patogénicos e poluentes e outros benefícios para as comunidades locais.

Um Planeta Sustentável depende da Biodiversidade

É de extrema importância manter a saúde dos ecossistemas de ervas marinhas.

Estes ecossistemas fornecem alimentos e meios de subsistência a milhões de pessoas, suportam a rica biodiversidade e constituem uma das reservas de carbono mais eficientes do planeta, no combate às alterações climáticas e no desenvolvimento sustentável.

Parque Natural da Ria Formosa, Faro

No sul de Portugal, esforços têm sido feitos pelo Centro de Ciências do Mar da Universidade do Algarve na tentativa de proteger estas áreas de tal importância e de grande sensibilidade às mudanças.

Este grupo de investigação, foca os seus estudos nos benefícios ambientais que as pradarias marinhas fornecem. Especialmente no que se refere à forma como estas contribuem na mitigação das alterações climáticas através do sequestro de carbono.

Um estudo efetuado em 2001 revelou que a Ria Formosa era a zona de maior densidade de cavalos-marinhos do mundo.

No entanto, os estudos atuais revelam um decréscimo de 90% na última década, o que torna as populações de cavalos-marinhos particularmente vulneráveis a fatores de pressão.

Ria Formosa, Faro

Hoje em dia a biodiversidade e a conservação da natureza têm que ser encaradas como uma oportunidade de atuação de determinados territórios de minimizar os efeitos das  alterações climáticas, sendo que a presença das atividades humanas é essencial para manter os valores que as caraterizam.

” [“post_title”]=> string(35) “Dia Internacional da Biodiversidade” [“post_excerpt”]=> string(0) “” [“post_status”]=> string(7) “publish” [“comment_status”]=> string(6) “closed” [“ping_status”]=> string(6) “closed” [“post_password”]=> string(0) “” [“post_name”]=> string(39) “dia-internacional-biodiversidade-future” [“to_ping”]=> string(0) “” [“pinged”]=> string(0) “” [“post_modified”]=> string(19) “2021-05-18 22:01:41” [“post_modified_gmt”]=> string(19) “2021-05-18 22:01:41” [“post_content_filtered”]=> string(0) “” [“post_parent”]=> int(0) [“guid”]=> string(35) “https://future-ecosurf.com/?p=10663” [“menu_order”]=> int(0) [“post_type”]=> string(4) “post” [“post_mime_type”]=> string(0) “” [“comment_count”]=> string(1) “0” [“filter”]=> string(3) “raw” } [2]=> array(24) { [“ID”]=> int(10636) [“post_author”]=> string(1) “6” [“post_date”]=> string(19) “2021-05-20 08:00:00” [“post_date_gmt”]=> string(19) “2021-05-20 08:00:00” [“post_content”]=> string(4299) “

O Dia Europeu do Mar, criado em 2008, pretende enaltecer a importância dos mares e dos oceanos.

À medida que a população mundial cresce, a dependência da proteína que é obtida do Mar tem aumentado exponencialmente.

De acordo com os estudos mais recentes,  cerca de 55% dos Oceanos estão a ser alvo de pesca. Estes dados indicam-nos que cerca de 30% dos stocks marinhos encontram-se em sobrepesca e aproximadamente 55% encontram-se completamente esgotados.

Para além da sobrepesca (pesca em excesso) existe ainda o problema associado às pescas acidentais, designadas por bycatch, que exercem mais pressão sobre as populações de peixes. Algumas destas espécies de peixe são consideradas espécies chave e imprescindíveis para um bom equilíbrio dos ecossistemas marinhos.

Parque Natural da Ria Formosa, Faro

Importância dos Mares e Oceanos

Os mares e oceanos são reguladores do clima, fonte de oxigénio, de alimento, de água, de energia renovável, de produtos farmacêuticos, de minerais, e ainda,  utilizados para transporte marítimo e fins recreativos.

É por si só um atenuador crucial contra as alterações climáticas e um recurso essencial para o desenvolvimento sustentável. A saúde dos nossos mares e oceanos é indissociável da saúde do nosso planeta e de toda a vida na Terra.

Por se encontrar por explorar e ainda por conhecer grande parte do oceano, ainda não conhecemos na totalidade a sua real importância. Do que conhecemos, permite-nos afirmar sobre a sua importância e peça crucial para a existência de vida no Planeta.

Portimão, Algarve

Atualmente reconhecemos que as ações humanas têm um impacto negativo nos mares e oceanos. A sua sustentabilidade e conservação deverá ser uma preocupação de todos.

Proteger e cuidar dos mares e oceanos é assegurar a proteção e o bem estar da Humanidade.  

O lixo marinho constitui uma das maiores ameaças aos ecossistemas aquáticos. Está presente em áreas costeiras e no mar alto, à superfície e no fundo do mar, com impacto em todos os habitats marinhos e nas atividades económicas associadas ao mar.

Cabe a nós contribuir de forma ativa na sua preservação nomeadamente na recolha de lixo nas praias. Através de iniciativas de limpeza de praias ou mesmo pela própria iniciativa.

Sê mais pró-activo!

” [“post_title”]=> string(18) “Dia Europeu do Mar” [“post_excerpt”]=> string(0) “” [“post_status”]=> string(7) “publish” [“comment_status”]=> string(6) “closed” [“ping_status”]=> string(6) “closed” [“post_password”]=> string(0) “” [“post_name”]=> string(22) “dia-europeu-mar-future” [“to_ping”]=> string(0) “” [“pinged”]=> string(0) “” [“post_modified”]=> string(19) “2021-05-18 22:01:34” [“post_modified_gmt”]=> string(19) “2021-05-18 22:01:34” [“post_content_filtered”]=> string(0) “” [“post_parent”]=> int(0) [“guid”]=> string(35) “https://future-ecosurf.com/?p=10636” [“menu_order”]=> int(0) [“post_type”]=> string(4) “post” [“post_mime_type”]=> string(0) “” [“comment_count”]=> string(1) “0” [“filter”]=> string(3) “raw” } }

“Equipa incrível, professores espectaculares, muita diversão, paisagens brutais. Vemo-nos para o ano.”

Joseys
4,8 36 avaliações Facebook
4,8 56 avaliações Google Business
5 127 avaliações TripAdvisor

Acreditações

Turismo de Portugal
Marinha
IPDJ
FPS
AESCV
AESDP